TCC

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) baseia-se na hipótese de vulnerabilidade cognitiva como um modelo de transtorno emocional. Seu princípio básico, que reflete uma postura construtivista, é de que nossas representações de eventos internos e externos, e não um evento em si, determinam nossas respostas emocionais e comportamentais. Nossas cognições ou interpretações, as quais refletem formas idiossincráticas de processar informação e representar o real, constituiriam a base dos transtornos emocionais, os quais seriam definidos, em TCC, mais propriamente como transtornos de processamento de informação.

TCC adota uma abordagem estruturada, mas apóia-se em uma relação colaborativa entre o terapeuta e o paciente, na qual ambos têm um papel ativo no processo terapêutico. Objetiva não apenas a resolução dos problemas imediatos do paciente, mas, através da reestruturação cognitiva, busca dotá-lo de um novo conjunto de técnicas e estratégias cognitivas para, a partir daí, processar e responder ao real de forma funcional, sendo o funcional definido como formas que concorrem para a realização de suas metas.

Em síntese a TCC atua sobre os padrões do processamento cognitivo e comportamental dos pacientes, isto é, sobre suas formas habituais disfuncionais de interpretar e representar eventos e/ou situações. O processo clínico, em TCC, requer uma sessão semanal e a maioria dos casos clínicos dura em torno de 24 semanas, com exceção de alguns casos, em que o grau de severidade e cronicidade dos sintomas requer um tratamento mais prolongado.

Vamos conversar:

FALE CONOSCO E VENHA NOS CONHECER!

Avenida Jornalista Ricardo Marinho, 360 | sala 220 - Parque das Rosas | Barra da Tijuca - Rio de Janeiro